Último dia de aulas

Mais um ano lectivo a terminar.

Ai! Acho que ainda nem me acredito.

Juro. Este ano (lectivo) esteve recheado de emoções.

Confesso que no início estava um bocado insegura. A verdade é que o décimo ano é bem diferente de todos os outros, a exigência é outra, algumas disciplinas novas, métodos de avaliação também eles um pouco diferentes, turma diferente, ou seja, foi tudo completamente diferente.

13393232_1071829806211446_1881914532_n

Para além disso, também tive de conciliar as apresentações do meu livro com a escola e por sua vez a escola com o livro. E de repente, sem aviso prévio, um dos meus grandes amores desapareceu-me do olhar…

Tenho 16 anos. E o que tenho notado em relação a mim e às pessoas da minha idade é que nos aturamos e divertimos mutuamente.

13407688_1071830239544736_815823056_n

Para vos ser sincera, este ano me senti-me verdadeiramente incluída na minha turma. Vamos passear todos juntos, combinamos almoços, jantares, inclusivamente fizemos uma viagem a Madrid e eu fiquei sozinha com as minhas amigas, convivemos, divertimo-nos, perdemos o juízo e voltamos a ganha-lo logo de seguida. Naquela viagem não há dúvida que deixei a minha maturidade de lado e vesti a pele da adolescente rebelde (mas calma…sou uma rebelde moderada) que mora bem lá no fundo da minha alma, mas que de vez em quando (não sempre) sabe tão bem, mas tão bem que venha ao de cima.

13413918_1071832612877832_1477656957_n

E se bem se lembram, a minha Independência não está a mudar só ao nível de aproveitar os bons momentos enquanto “Rita adolescente” e deixar por breves momentos a “Rita mina adulta”, mas também no facto de já conseguir fazer mais coisas sozinha em casa sem a ajuda de ninguém, ou melhor, há aqui alguém que já está a resmungar! Portanto vou acrescentar:- Faço tudo com a ajuda preciosa do meu andarilho! (Está melhor assim, Sr.Dr.Andarilho?)

Ah! Já me esquecia este ano também houve tempo para os grandes dilemas de adolescente: As paixões, a idealização do príncipe encantado…Aahhah (Ainda bem que o meu pai só vai ler o texto quando já estiver publicado porque senão teria aqui um grande questionário para responder! ahahahah)

Conclusão foram só desafios constantes que fui conseguindo superar.

Aceitei desafios, dancei, sonhei, sorri e fui feliz! Estou feliz! Sou feliz!

Obrigada a todos 🙂

Aos funcionários em especial D. Olinda, D. Andreia, D.Gena <3

Aos professores!

Aos meus amigos que me ajudaram a realizar sonhos, a superar desafios e a ser imensamente feliz! 🙂

OBRIGADA <3