Mudança de planos

O jornalismo, desde que me conheço, sempre fez parte da minha vida e até da minha vontade de fazer carreira profissional...! 

No inicio (ainda estava eu a começar o 12º ano) o meu pai ficava um bocadinho renitente, mas nunca se sobrepôs à minha vontade de enveredar por esta área que sempre me encantou, talvez por ser uma felizarda por conviver desde que nasci com alguns dos melhores jornalistas portugueses das diversas áreas, da imprensa, a rádio ou televisão.

Rita Bulhosa, num estúdio de televisão

Isso sempre foi tema de conversa lá em casa e chegada a fase de fazer a candidatura, deparei-me com um “pequeno pormenor”.

A FLUP onde se leciona o curso de jornalismo, não tem acessibilidades e o curso de jornalismo em particular, é lecionado em três polos universitários diferentes e distantes entre si. O que, como imaginam, se tornou impensável para mim.

Poderei a Universidade de Aveiro, mas com o tempo percebi que as viagens diárias entre Espinho/Aveiro, seriam inexequíveis e muito cansativas para mim e a minha mãe que como sabem é a minha parceira de viagens de ida e volta, todos os dias, é a minha UBER dedicada e pontual, aproveitamos a viagem para por a conversa em dia. 

Voltando um ano atrás, nesse compasso de tempo de analise dos vários cursos, apareceu Som e Imagem na Católica do Porto, que naquela altura me pareceu a solução ideal. Combinava no seu currículo as minhas várias paixões: o cinema e a televisão e até a escrita. 

Nestes dois semestres, aprendi muito, fiz novos amigos e pude compreender muito melhor este mundo (bastante) complexo de estudante universitário.  

Não me arrependo em nada de ter levado este ano até ao fim. A escola da artes é um espaço incrível, as pessoas foram espetaculares mas…mas! , há sempre um “mas”, houve coisas no curso que me deixaram muito a desejar.

Não tinha de permanecer num curso que me fizesse infeliz.

 Acumulei saber, levo outra bagagem e outra perspetiva de serenidade e também mais responsabilidade, para o meu próximo curso. 

Sobretudo temos de fazer aquilo que mais nos completa e nos traz felicidade e o resto, logo de se verá.

Isto não é um ato de superação ou coragem, mas sim de uma vontade extrema de ser feliz naquilo que faço. Juntei conhecimento, aprendi muito sobre amizade e consegui fazer quase todas as cadeiras do primeiro ano.

Ciências da comunicação, na UFP me espera!

6 comentários em “Mudança de planos

  1. Manuela Responder

    Eu estranhei, mas como te considero curiosa, astuta e sábia, achei que quererias experimentar algo, que te desse mais bagagem, mas sempre achei e acho que serás uma boa escritora do que quer q seja. Afinal foi uma partida de obstáculos, mais uma, q te fez dar uma volta maior. Não sei como vai ser, pudesse eu ajudar a resolver…mas tu serás sempre o que tu quiseres porque tens a força e o empenho dos teus ombros amigos, o que quer que seja que queiras mudar será certamente sempre para melhor. Por favor, dá também um jeitinho só mundo… está a precisar ..que sejas feliz nas tuas escolhas e q um anjinho te alumie o teu caminho. Força Rita!😀💓

    • Rita Autor do artigoResponder

      Muito obrigada pelas palavras tão queridas
      Um beijinho grande
      Rita

      • Isabel Responder

        Rita, estou certa que a Universidade do Porto terá soluções relativamente à acessibilidade! felicidades neste (re) começo!

  2. Maria Helena Gomes Dias Responder

    É isso mesmo, o mais importante é ser feliz, hoje, sem adiar, porque amahã pode ser tarde!!!😘😘

  3. Maria da luz monteiro Responder

    Olá Rita, desejo-te as maiores felicidades e muito sucesso na tua vida.😘

  4. maria fernanda Responder

    Muito bem Rita,desejo-te as maiores felicidades.Devemos sempre seguir os nossos sonhos e tenho a certeza que vais ser uma aluna fantástica .Beijinho

Responder a Maria Helena Gomes Dias Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *