(Des)complicar

 

dscn0215.jpgPorque é que nem sempre descomplicamos?

Sei lá eu porquê! Que seria muito mais fácil, por vezes não termos mentes que pensam de mais, à nossa volta, lá isso seria.

Pelo menos não éramos “contaminados” pelo “vírus” da complicação.  Mas esta contaminação é inevitável em inúmeras situações.

Por isso, cabe a cada um de nós, encontrarmos uma maneira para nos mantermos (quase)imunes a este vírus. Como? Vendo a simplicidade, onde os outros veem a complicação

Reconheço que, em certas situações e contextos, também é bom termos noção que não é tudo assim tão simples. Mas, quem disse que a vida eram só facilidades? O que não podemos sequer permitir é que isso da complicação seja uma regra a seguir á risca.

Já a simplicidade e descontração perante a vida e as suas adversidades, deve ser sim, uma constante nas nossas rotinas.

Tento, o tempo todo, não tornar a minha mente uma mente complicada. Porém isso nem sempre é uma “logística” fácil de levar a diante. A vida e as situações complexas nem sempre dão tréguas à complicação. Por issso mesmo, é que não devemos rodear de pessoas que não nos estejam sempre a (re)lembar as situçoes difíceis que temos de ultrapassar

A verdade é só uma: quando o “tem que ser tem muita força” e não mais opções de escolha, nem vale a pena pensarmos muito, caso contrário, a nossa sanidade mental começa um luto que não tem fim à vista. E aí é que já não há descomplicação alguma, que nos possa salvar.

Enfim, chego à conclusão que o melhor mesmo é não ficarmos presos ás complicações do passado e ver o futuro com menos complicação possível. O desconhecido assusta, mas ainda assusta mais saber, que podemos estar presos a um pensamento negativo, que além de não corresponder de facto à realidade também, não ajuda em nada a nossa evolução positiva enquanto pessoas pragmáticas e com vontade de espreitar, pela janela que deixa entrar o sol que nos ilumina os dias pouco risonhos, o que é que o futuro reserva.

Bora lá sermos descomplicados?

Eu acho, que quanto mais não seja, vale muito a pena tentar não concordam?(

Um comentário em “(Des)complicar

  1. Ana

    Concordo a 100%, Rita 🙂 Parabéns pelo texto!! Beijinho e uma vida descomplicada 😉

Os comentários estãos fechados.