Conheci os Deolinda

Deolinda

Não paro! Tenho sempre a agenda lotada!

E acima de tudo, tenho uns motoristas espetaculares, fáceis de convencer e cheios de paciência para me aturar e também para me acompanhar…vejam lá! Eles que até têm mais jeito que eu para correr, quer-me parecer  que daqui a uns tempos ficam sem folgêo para acompanhar a mim e à minha querida agenda! Não estou a brincar! Ahahah!

Pois bem! No sábado foi dia de noitada e muitos mimos!

Os meus “motoristas de serviço” (o meu irmão e a namorada) levaram-me a ver um concerto…dos Deolinda!

Bem…já não é novidade nenhuma para vocês que enquanto escrevo gosto de ouvir música! E também não é novidade que tenho tudo menos os típicos gostos musicais  de adolescente. Como se costuma dizer os gostos não se discutem, não é verdade?

Penso que isso também tem a ver com o facto de lidar bastante com os adultos.

O meu irmão já há algum tempo (há uns anos…) mostrou-me uma música dos Deolinda…e eu achei piada à letra.

E de vez em quando, quando estava a escrever lá ia espreitar uma música ou outra deles. Especialmente as letras das canções deles foi o que sempre me chamou a atenção. Além de provocarem uma sonoridade bonita aos nossos ouvidos…são bem diferentes do que se ouve habitualmente.

A coisa ficou-se por ai. O certo é que este ano quando a Deolinda lançaram o seu novo disco intitulado “Outras Histórias” fiquei novamente curiosa. Com as músicas e as suas letras.

E pensei: porque não chatear o Francisco e Ivana para me levarem a ver os Deolinda ao vivo!?

E a assim foi! Tanto os chateei que eles levaram-me!

Adorei o concerto! Foi uma experiência gira e diferente do habitual!

Tive foi uma grande surpresa no fim!

Como vocês sabem, sou a chamada “miúda das fotos”

Portanto no fim lá fui tirar uma foto com eles para que mais tarde pudesse recordar… mal me aproximei deles com a ajuda do meu irmão e de uma amiga, a Ana Bacalhau olhou para mim, sorriu, disse: Rita é um prazer enorme conhecer-te pessoalmente! Finalmente nos conhecemos! Escreves muito bem!

Confesso-vos que fiquei sem saber o que dizer! Não estava mesmo á espera que a Ana me reconhecesse da minha página ou até do meu livro! Ainda mais porque nunca tinha ido a nenhum concerto dos Deolinda!

Tirei uma foto com a Ana e com a restante banda! E ainda sem saber o que dizer dei um grande beijinho a todos e grande abraço á Ana e prometi que quando vierem tocar novamente para as terras do norte vou vê-los!

Foram todos uns queridos comigo! Continuo sem saber o que dizer!

Obrigada queridos Deolinda! Gostei imenso!

Uma conclusão a que chego: sou uma miúda cheia de sorte que tem sempre direito a imenso mimo!

Sou uma miúda mimada.ahahahhah!