Acordem os americanos

14956048_1471420192873697_4894538075592690289_n

Acordem os americanos porque eles devem estar a dormir! É que só pode!

Pensei que me tinha acontecido o mesmo a mim, quando hoje bem cedinho, ao levantar-me da cama e ainda meia ensonada ouço a voz do meu pai a dizer:- Rita! Já estás acordada? Olha o Trump ganhou as eleições…

Não queria mesmo acreditar…

Devo confessar que não tenho paciência nenhuma para políticos e política mas gosto sempre de perceber minimamente os assuntos, mesmo que ainda não consiga perceber com qual das ideologias me identifico mais.

Nestes últimos tempos sempre que dava alguma coisa das eleições presidenciais dos EUA na televisão eu ficava presa a ela.

Quando falamos dos EUA falamos também da Europa e até do mundo, ou seja, qualquer mudança que aconteça lá, reflete-se também no resto da Europa e de certa forma no mundo. É natural que cada um de nós queira acompanhar essas mudanças a par e passo sem perder nada de nada.

E eu era uma dessas pessoas que não perdia nada, mesmo ainda não percebendo muito bem a política.

A verdade é que a política não é, nem deve ser vista como uma questão isolada de todas as outras. A política deve ser uma forma de cada um de nós, em democracia, expressarmos e salvaguardarmos os nossos direitos. Os políticos são supostamente os primeiros a dar o exemplo de bom senso e ponderação para, assim, poderem fazer as coisas que são melhores para os cidadãos do seu país e o mundo onde vivem.

Acontece que na América vai acontecer tudo menos isso.

O candidato que ganhou, de quem nem o nome me apetece mencionar, é tudo menos uma pessoa com bom senso, é sim uma pessoa egoísta, egocêntrica e que se está “nas tintas” para os direitos dos outros e que se acha no direito de humilha-los e menosprezá-los…

Esta foi a pessoa absolutamente insuportável, e sem valores alguns, que a América escolheu para ser o seu representante.

Custa acreditar, como é que uma coisa destas é possível! Mas é a verdade!

O mundo está a desfazer-se em pequenos pedaços só por si mesmo, e a humanidade toma cada vez mais decisões inacreditáveis e inaceitáveis que já ultrapassam qualquer entendimento possível

Chego à conclusão que mesmo não percebendo muito de politica, percebo muito mais da politica e dos direitos de cada um de nós, do que os próprios americanos.

Enfim…

Eu sei que agora não vale de nada, mas acordem lá os americanos, porque eles devem é estar a dormir… o preocupante da situação é que eles não vão ser os únicos a colher aquilo que plantaram, todos nós vamos ser obrigados a colher aquilo que eles plantaram por incrível que pareça!!

Agora é esperar para ver. Aviso já que tenho um pressentimento que me leva a dizer que isto não será uma pera doce, será daquelas bem amargas

2 comentários em “Acordem os americanos

  1. Detty

    Concordo contigo em tudo!
    Mesmo que não sejamos grandes apreciadores de politica ela faz parte da nossa sociedade e da própria história.
    Julgava eu, que os Estados Unidos da América tinham evoluído e muito ao terem eleito um presidente afro-americano…afinal…regrediram 🙁

  2. Fernandes Maria Isabel

    Olä Rita, BOA tarde…!
    Li o teu texto e estou em linha de pensamento contigo; apesar da minha idade (59) digo-te que deixei de ter paciência para com os politicos…! Agora, vendo o que estä a acontecer nos E.U.A. com toda a certeza que os eleitotres devem estar muito desludidos com os polïticos e os seus atos… Olha, em “democracia” ganha o eleito pelo povo; espero que o novo Presidente tenha BONS conselheiros. Beijinhos Rita!

Os comentários estãos fechados.