A vida não é (sempre) Rosa

fullsizerender-2

Não a vida não é um mar de rosas…aliás é tudo menos isso.

É difícil no meio de tanta dor (quer física e sobretudo psicológica) e baralhação de alma, ver o lado positivo.

Há oito dias atrás estava longe de imaginar que ia ter de travar uma batalha tão grande quanto esta. Sim, já tinha a noção que ia ser bastante complicado, mas pensei que estavam a exagerar (isto porque penso sempre positivo)

A vida não é mesmo um mar de rosas disso eu sei bem, todos nós sabemos.

De vez em quando, temos de passar umas “provas de fogo” que têm que se lhe diga…e a verdade é que nenhum de nós é de ferro, todos nós temos os nossos medos e as nossas angustias que não são mesmo fáceis nem de prever nem tão pouco de controlar. E parecem ser sempre o limite para continuar na luta…

Para além disso, como se não bastasse, ficamos presos a expetativas e realidades que, com toda a certeza, chegarão, mas não de forma breve como estávamos á espera.

Digo-vos eu, nestes dias tenho experimentado todas as emoções num só dia, tanto choro sem parar como no minuto a seguir sorrio como se não houvesse amanhã.

Muito se fala de sofrimento, mas nunca se fala como reagir quando ele aparece diante nós. Todos nós temos uma maneira mais ou menos amargurada de lidar com ele. Acho que só pelo facto de lidarmos de forma menos amargurada com ele isso já prova a fibra de que somos feitos.

Acho que não vale mesmo a pena falar de sofrimento porque ele não pode nem deve ser o centro das atenções, ainda mais quando sabemos que seguidamente ao sofrimento, virão certamente dias de sorriso.

Mas.. também não me peçam para fazer de conta que ele não existe porque ele existe e não é em proporção assim tão pequena…De tal forma que, quando ele desaparece, nós até já sofremos novamente só com medo que a dor apareça outra vez…

Enfim uma confusão tão grande que parece mesmo que o mundo desabou sobre nós…

Sei bem que nem toda a gente conseguia estar no meu lugar, sei também que muita gente, se pudesse, trocaria de lugar comigo só para que eu não sofresse mais.. mas não é assim que as cartas do jogo são dadas, portanto é aguentar e não desistir.

Como sei que tenho apoio constante, por isso faço sempre questão de tentar fazer perceber o que sinto.

O que sinto não é nada mais nada menos do que querer ficar boa de forma relâmpago e sobretudo não ter paciência para esperar pelo resultado final…

Costumo dizer que o que me preocupa verdadeiramente não é a dor física (até dizem que sou uma miúda bastante tolerante a ela), mas sim o contexto e alma com que estou a senti-la…pode não parecer, mas a dor de alma é por vezes superior à dor física…

Estes dias têm servido para eu fazer balanços de toda uma vida (até já faço de mais) e cheguei à conclusão de que o que me deixa rabugenta no meio disto tudo não é o sofrimento nem o facto de admitirmos que choramos ou deixamos de chorar, mas sim a capacidade que algumas pessoas têm de achar que ter uma “unha encravada” é o maior problema do mundo!!

Por amor de deus, vê-se mesmo que ainda não exploraram bem a vida…Até eu com os meus 17 anos acabadinhos de fazer, já a devo ter explorado muito mais – e isto não é para me gabar – é só para que percebam que é necessário relativizar, caso contrário, “estamos feitos ao bife”

Mural da história: façam favor de serem felizes e de aproveitarem a vida.

A vossa, de alma bem mais aliviada,

RB

11 comentários em “A vida não é (sempre) Rosa

  1. Maria João

    És uma miúda fantástica Rita que já passou por muito, com uma maturidade acima da média para ultrapassar os desafios que te vão aparecendo, mas com um sorriso que nos encanta! Nunca o percas ???? Beijinho e um abraçinho fofinho para quando tiveres as tuas dores

  2. Maria Filomenada Silva

    Pois é Rita ,mais uma vez as tuas palavras são de sabedoria sofrida …e só posso dizer que desjo mais uma vez que tudo vá melhorando as dores fisicas que devem ser muitas,e todas as outras…que por vezes te assolam e tiram a paciência.Abracinho para ti e o meu respeito carinhoso por aqules que estão á tua beira…Desjo-vos um feliz Natal com todas as bençãos e alegria que merecem

  3. Detty

    O teu 1º texto no blogue já com 17 😉
    Uiii que turbilhão de emoções!!!
    Tens tido muito para contar… és uma miúda muito experiente nos desafios e nas emoções.
    É bom sentir 🙂 <3 …e tudo faz parte…assim como o exercício constante …faz parte de nós 😉
    Até mesmo nos momentos de uma alma inquieta ….e depois temos uma explosão de borboletas na barriga <3 <3 🙂
    Tão bom!
    Beijinhos querida voadora

  4. Arminda Amaral

    Ola, minha linda.
    As tuas palavras demonstram grande maturidade.
    A vida é mesmo assim, cheia de provas ; umas são ultrapassáveis outras não.
    Estás mais sábia e preparada para enfrentar esta vida, que sim, é cor de rosa,quando deixa de ser cinzenta.
    Festeja o Natal com alegria , vais ter prendas( bem merecidas), mas a melhor já recebeste: estás novamente a falar com quem gosta de ti e dessa forma todos nós já recebemos uma prenda.
    Ritinha minha querida, bem hajas!???☀️✨✨????❣️❣️??

  5. Marianela Esteves

    Minha guerreira querida! Tenho um imenso orgulho em ti que és uma força da natureza! Ontem senti-me tão pequenina ao teu lado…És grande, Ritinha! És enorme! Adoro-te, querida! Muitos beijinhos de luz nas tuas dores.

  6. Lurdes Carvalho

    Rita, bom dia, acabei de ler o teu desabafo, e quase sinto no corpo o que tu escreves.Tu, és uma menina realista, e sabes bem como te sentes, apesar de seres muito positiva. Isso é bom. Vais ver que quando essas dores passarem, o teu mundo vai ser ainda melhor. Que Deus continue a ajudar-te, porque tu tens muita força e isso contribui em muito para o teu restabelecimento e para alcançares os teus objetivos, na questão da tua saúde. Tudo de bom para ti, minha querida, passa um Natal da melhor maneira possível, junto dos teus pais e manos, e acredita num amanhã melhor. Muitos beijinhos e F O R Ç A .

  7. Verdade Querida

    Rita, a verdade é que, como já to disse vais ficar bem, e graças ao teu positivismo, à tua boa disposição! Conheci a tua história, o teu blog, a menina linda que és há pouquíssimo tempo, mas desde esse momento até agora tenho seguido um pouco da tua vida e das tuas vivências no teu hotel “preferido” e estou contigo, a passar-te todas as forças para a tua rápida recuperação!

    (Nomeei-te para responderes a uma Tag, passa no meu blog para veres!)
    Beijinhos e Boas Festas querida,
    VerdadeQueridaBlog / Facebook

Os comentários estãos fechados.