A saudade tem a tua identidade

IMG_9142 Final.jpg

A saudade tem a tua identidade. A identidade a que nos agarramos quando te perdemos de vista. A identidade daquilo que foste em vida e daquilo que representas e representarás para sempre para nós. 

A verdade é que o nosso mundo nunca mais foi a mesmo sem ti. A nossa alma nunca foi nem nunca será a mesma, pois a saudade tem lá deixado feridas muito profundas. Nunca pensei que a saudade nos fragiliza-se tanto nem que por vezes nos deixasse quase sem ação.

É verdade que defendo  que a saudade não deve ser o nosso único foco.

E que devemos aproveita-la para cada vez homenagear mais e melhor aquela pessoa que sempre foi tudo para nós. Penso que este além de ser o caminho certo, pois só assim podemos, de alguma forma seguir em frente, pode transforma-se também num bonito gesto de carinho e memória.Por vezes fico baralhada e volto a não saber qual o melhor caminho. Por um lado acho que algumas das coisas mais insignificantes, mas que tinham mais valor para ti, deveriam permanecer assim tal como as deixaste, sem mexer, porque mais uma vez iam salientar a tua grandiosidade, mas por outro lado, sinto que se estivesses perante os nossos olhos ias querer mudar estas coisas, muitas delas tentando assim torna-las cada vez melhores.

Cada vez mais me convenço que amar é também ter medo.E eu por vezes tenho muito medo.

Tenho medo de me esquecer de ti.

Tenho medo de me esquecer o quanto foste importante para mim.

Tenho medo de não mais te saber amar.

Tenho medo de não me lembrar da tua voz, do teu cheiro, do teu toque ternurento, do teu abraço reconfortante, do teu sorriso-borboleta, dos teus olhos azuis da cor do céu, dos teus poemas cantados que me aqueciam o coração daquela forma mágica.

Tenho medo que todas as boas memórias que tenho tuas, sejam insuficientes para camuflar as feridas da minha alma e me aquecer o coração.

Tenho medo que já não me possas mais proteger desse mundo cruel e injusto.

Tenho sobretudo medo que a saudade com o passar do tempo, aquela tal saudade, perca a identidade.

Tenho medo de tanta coisa.

Sabes o que é que acho?

Acho que estou demasiado perdida nos pensamentos da minha alma. Por isso agora vou dormir e sonhar com os dias em que tu, quando eu ainda era bem pequenina, me adormecias, contando-me indetermináveis histórias de princesas, príncipes, borboletas e estrelas cadentes que contêm  nessa recordação que evoco, o mesmo brilho do teu sorriso. Pode ser que assim me encontre novamente nos meus pensamentos com um brilho especial de carinho que ainda tenho por ti.

Como diz uma frase que acabei de ler há dias numa página de um livro “(…) mas o que é a morte senão uma nova etapa da vida?”

2 comentários em “A saudade tem a tua identidade

  1. Detty

    Rita, como o teu texto me fez lembrar o quanto é importante a Saudade. Ela nos faz sentir que o amor é inesgotável, ela nos faz crescer na dor e na aceitação. Nem tudo controlamos mas podemos mudar o não podemos aceitar.
    Beijinho “borboleta” inspiradora 🙂

Os comentários estãos fechados.