A ÂNSIA DE VIVER

Esperar é talvez a coisa mais chata de todas, mas também o espaço em que mais aprendemos, sobre a vida e aquilo que ela ainda tem para nos dar. 

Estes dias, dei por mim a pensar o quanto espero desde que nasci.

Desde logo, tive de esperar para nascer. A espera foi tanta que o cérebro ainda hoje tem as suas falhas.

Ao longo dos meus 20 anos, já tive muitos pedaços de vida que mais pareceram uma eternidade: ou pelas cirurgias que tive de fazer, ou pelas coisas simples do dia a dia que ainda hoje não consigo fazer com a rapidez que desejaria.

As cirurgias que sempre foram para me dar qualidade de vida também me tiraram. Não só pelo sofrimento, mas sobretudo pela vida que fui deixando em suspenso porque “tinha de ser”. 

No dia-a-dia, também espero que me farto, já que, num ato tão simples como caminhar, tenho de esperar que as pernas peçam uma licença bem demorada ao cérebro para se mexerem.

A vida é de facto uma sucessão de esperas que, só quem as sabe interpretar, as percebe como um sinal único e inconfundível do universo.  É como se tivéssemos as coordenadas apenas e só no momento certo.

É inquietante termos de fazer várias paragens a fundo, sem sabermos a razão.

Embora me tenha habituado a esperar e perceba que nem tudo flui com a cadência que queria, por vezes, desanimo com meras sobreposições que nem sei ao certo se vão acontecer.

Na verdade, acho que estou sempre em delay. O cérebro e a alma pensam de forma rápida e clarividente, mesmo antes do corpo desengonçado dar um único sinal.

A impaciência é uma característica comum a todo o ser humano. Ainda assim, os sagitários de personalidade forte, como é o meu caso, adoram ter o controle sobre todo o que se passa na sua vida.

No entanto, existem situações que não são controláveis. Só com o tempo, sabedoria e maturidade conseguimos encontrar a respostas e concretizar sonhos.

O grande problema é que, na sociedade de hoje em dia, somos constantemente apresentados a vidas perfeitas, sem contratempos.

Embora saibamos que a perfeição é simplesmente irrealista, por vezes, ela é a escapatória ideal e a medida certa para calar a insatisfação.

Pessoalmente, tento sempre ver o copo meio cheio, mas há dias de todas as cores. 

Ainda assim, também me permito ter dias em cinzento para depois ver o amarelo e a luz que imana, a iluminar o meu caminho.  

É essencial saber que tudo faz parte da vida, até a própria ânsia de viver o que está para vir. 

8 comentários em “A ÂNSIA DE VIVER

  1. Eugénia Paula Rodrigues de Almeida Responder

    Um belo texto, como a Rita nos vem habituando.
    Uma mistura de ironia, sarcasmo e muito realismo.
    És tu, Rita, sempre ao melhor nível.
    Bjinhos

  2. Marianela Esteves Responder

    Miúda!

    Este teu texto é um dos melhores que já li da tua autoria.Realmente o tempo,o saber esperar sem desanimar,o ser-se capaz de refletir, o sofrimento e a determinaçåo, såo caracterįsticas que te fizeram adulta mais cedo do que as jovens da tua idade..
    Quem te conhece como eu ,sabe do que tu ės capaz.Basta que se te meta na cabeça e devagar nos movimentos,mas muito ágil no pensamento,dás asas à tua imaginaçåo e voas,sendo exemplo para muitas pessoas menos desengonçadas,mas muito mais lentas de entendimento e muito menos livres do que tu.
    Vive,filha,vive intensamente todos os momentos da tua vida,porque tu, ės uma vencedora.
    E deixa-me dizer-te um segredo:Ninguém neste mundo é prefeito nem totalmente feliz…Todos nós temos dias cinzentos,mas muitos nunca conseguem ver o amarelo e a luz que te guia,nessa ânsia de viver.Amo-te e tenho por ti o maior dos respeitos,porque para mim, ės única.
    Bem hajas,meu Amor, por existires na minha vida e permitires que eu seja tua tia do coração.Beijinho da tia Bé

  3. Paula Santos Responder

    Saber esperar é uma dádiva de Deus! Bem hajas Rita pelas tuas palavras. Confortas o meu coração, mesmo sem saberes. Um beijinho, Paula

  4. Rosa Maria Ferreira Responder

    Rita, que texto tão lindo e tão profundo!
    Podes até, ser mais lenta do que aquilo que gostarias a fazer determinadas coisas, mas tens um talento que poucas pessoas têm.
    Sinto muito orgulho em conhecer-te!…
    Um grande beijinho.
    Rosa Maria

  5. Beatriz Responder

    Linda Rita. Adoro ler o que escreves. Escreves tão bem, com um saber o que queres e para onde vais. Desejo que tenhas sempre a coragem e a paciência para esperares por tudo o que a vida tem para te dar e vai ser muito, decerto. Um grande beijinho

  6. Lucinda Correia Responder

    Ritinha eu fico rendida à tua escrita, com tanta autenticidade, naturalidade e verdade, tens que ver as coisas pela positiva, há pessoas que passaram pelo que tu passaste e infelizmente, não têm a capacidade, a inteligência, o talento que tu tens, tu foste abençoada apesar de tudo, Deus deu-te uma compensação, tens que acreditar na ciência, na medicina, que se Deus quiser vão descobrir os meios para te ajudarem a ultrapassar os obstáculos, é preciso ter fé e esperança, admiro-te muito, desejo-te toda a sorte do Mundo, continuação de boas férias, beijinhos.

  7. Dulce colaço Responder

    Lindo texto escrito com sinceridade. Força para continuar nesta difícil vida ! Mas quando se olha para o lado há vidas muito mais complicadas. Beijinhos.😘 e coragem

  8. Manuela Cruz Responder

    Este texto é sublime, cresceste muito, a tua escrita agora soa de outra forma, a velocidade do teu raciocínio está lá o teu sentido apurado das coisas também. És um ser de Luz, pena que esse irradiar seja sempre à custa de muito custar, porque tem que assim não sabes, mas sabes que vai sempre custar, que contigo vai sempre ser diferente que vais sempre ter que demonstrar a 1000%,para que te reconheceçam valor, mas também sabes que vais conseguir. A tua força é invejável se todos fossem assim o mundo seria um lindo lugar, porque a tua energia é infindável e o teu coração um lago de amor. Ler-te-ei sempre porque me reconheço na tua verdade, porque valorizo as tuas conquistas porque te admiro muito. Sê feliz, ri muito e não percas esse ar de Diva Holiywoodesco que te fica a matar. Parabéns ao teu fotógrafo. Abraço-te e aplaudo-te no meu pensamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *