Mais do que dizer que o dia das mulheres é todos os dias e até  que este dia está a torna-se mais um dia em que o lado comercial vem ao de cima, é importe lembrar que independentemente disto tudo, as mulheres tiveram de lutar para poderem ser aquilo que são hoje, e infelizmente, ainda terão de lutar mais, muito mais para que a verdadeira igualdade exista realmente.

Ainda bem que, os meus pais me deram uma educação bem aberta a outros horizontes, e ainda bem que não conformo com o que quer que seja antes de comprovar se é certo ou errado

E, sinceramente não consigo perceber como é que em pleno seculo vinte e um  ainda hajam desigualdade de salários entre géneros, empresas que caso as mulheres queiram ser mães despedem-nas no minuto a seguir,  mulheres a serem vitimas de violência domestica que não são protegidas devidamente pelo estado  e as tragedias continuam, infelizmente a acontecer…

Esta realidade não é aceitável.

Estamos a falar em direitos que têm de ser respeitados, mas muitas vezes não são.

Estamos a falar de mulheres. Estamos a falar de Homens. Estamos a falar de toda sociedade em geral que é: machista

Sem tirar, nem pôr. E não, não se trata, das mulheres quererem mais direitos que os homens, simplesmente querem os mesmos. É ASSIM TÃO DIFICIL PERCEBER?

À parte da igualdade das mulheres em geral, eu ainda tenho de me debater com outra questão que obviamente numa sociedade “fechada e sem horizontes” ainda consegue fazer com que tenha menos oportunidades do que as restantes

Eu costumo dizer (digo a rir, mas dá para chorar!) que como se não me  bastasse viver numa sociedade machista ainda tenho de viver numa sociedade em que as pessoas com deficiência são vistas como “coitadinhas”.

Pois…E eu sou mulher E TENHO  DIFICIÊNCIA.

Entristece-me ter de dizer isto…, mas é a mais pura de todas as verdades. Ser mulher e ter deficiência tem muito peso nesta sociedade.

A minha vida em particular é feita de lutas.

Tantas lutas que os meus pais já tiveram de ter por mim. Agora sinto que como adulta e como pessoa que inspira tantas outras tenho de lutar, para que a minha voz se faça ouvir. E a desigualdade entre homens e mulheres e gritante.

Não podemos desvalorizar isto. Devemos sim contestar e lutar com todas as nossas convicções

E é importante dizer já que estamos a falar em igualdade, que as mulher com deficiência, tem exatamente as mesma ambições do que qualquer mulheres.

Independentemente de tudo sou mulher!

Um beijinho para a mulher da minha vida: A minha mãe <3

Mando também  daqui um beijinho a todas a mulheres que estão desse lado. E, que a luta pela igualdade  continue e não seja esquecida.

 

 

 

 

Sigam-me nas redes sociais: