Tempo para me organizar

Setembro 21, 2017 Rita

 

Estes dias têm sido de loucos para mim e para o meu corpo já que com as mudanças de temperatura que se têm sentido nos últimos dias, os meus músculos têm dado sinal…

A par disso, e apesar de ter só quatro disciplinas, tenho estado a organizar o estudo para que a matéria não se acumule e para quando chegarem os testes já ter tudo mais ou menos resumido.

Essa foi uma das vitórias que fui conseguindo com a aprendizagem ao longo dos anos. Independência no estudo, embora tenha as minhas Paulinhas (a minha mãe e  também a minha explicadora que acima de tudo é minha amiga)  que me vão  orientando  no estudo. A verdade é que sabe bem uma orientação. E depois também é bom perceber que já conseguimos fazer sozinhos. <3

 

Eu estou na fase que consigo fazer sozinha, mas quando tenho duvidas não hesito em pedir ajuda. Acho que é assim que deve ser e não tenho em dize-lo.

 

Aliás em quando fiz a operação à coluna toda a gente achava, inclusivamente eu própria achava que ia perder o ano. Fiz um esforço enorme, físico e emocional para ir ás aulas. Por mais acompanhamento no estudo que tenha tido, o mérito continuou a ser meu porque apesar de ter a cabeça com muitas preocupações ao mesmo tempo, soube aplicar os meus conhecimentos da melhor forma

Lá no fundo, eu e as pessoas há minha volta acreditaram em mim.

Eu, tinha a esperança de conseguir recuperar aquilo que perdi. No fim ainda fiz dois exames que tendo em conta toda a situação, correram bem.

 

 

E agora aqui estou eu no 12ºano, com mais dois exames para fazer no final do ano e médias para subir. E mais uma cirurgia para fazer…. (no espaço de dez meses)

Se é fácil? Não

Se me dessem a escolher mudaria o caminho? Também não.

Esta sou eu,  e apesar de tudo, cada dia é um dia onde posso mudar sempre a direção que quero seguir

Então vamos lá a isto.  Organizar ideias, vontades e o estudo

E deixo-vos aqui a letra da música dos Deolinda que diz tudo aquilo que tento pensar  todos os dias. Mesmo que hajam dias chuvosos.

 

Tenta o que puderes tentar,

Erra o que tiveres de errar,

Amanhã é outro dia.

Nada é o que tem de ser,

Faz o que tens a fazer,

Pode ser que seja o teu dia.

Nunca é tarde para seguir

O que ainda está por vir,

Vale a pena insistir e arriscar até sentir

Que é hoje o dia.

Se tens de recomeçar,

Estar é sempre ter lugar,

E até ao fim é sempre dia.

Nada terás a perder, existir é já vencer, e és o dono do teu dia.

Nunca é tarde para seguir,

O que ainda está por vir,

Vale a pena insistir e arriscar até sentir

Que é hoje o dia! Tenta o que puderes tentar,

Erra o que tiveres de errar

Amanhã é outro dia!

 Letra da música “Nunca é tarde” do álbum Outras histórias (2016) dos queridos Deolinda

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *