Fui ver a peça “Noivos por acaso”

Maio 1, 2017 Rita

Ontem, tudo apontava, para que o nosso domingo em família, fosse igual a tantos outros. Mas não foi.

Quando acordei o meu pai disse-me que uns amigos nos tinham convidado para ir ver uma peça de teatro.

Eu, adorei desde logo este convite, e por isso, depois do habitual almoço em família em casa da minha avó (e do meu avô que apesar de ausente fisicamente, estará sempre presente) seguimos viagem em direção ao Porto, mais precisamente, até ao teatro Sá da Bandeira…

Bem só vos digo, nunca tinha entrado neste  teatro, e fiquei absolutamente rendida à sua beleza, a partir do momento em que lá entrei. Este é, sem dúvida, um teatro bastante acolhedor e por sua vez faz com que as peças representadas naquele palco se tornem bastante intimistas. E isso é, uma coisa que a mim me agrada bastante!

A peça que fomos ver, como já vos tinha dito no post de ontem chama-se “Noivo por acaso”

noivoporacaso_1_736_2500

É absolutamente hilariante esta peça e para além disso apercebermo-nos facilmente da versatilidade e capacidade de improviso destes maravilhosos quatro atores.

A peça tem duração de 90 minutos. Durante esses 90 minutos, o querido e carismático Fernando Mendes, encontra-se sempre em palco. Numa mistura de falas improvisadas e outras que se encontram escritas no guião a sua personagem “Victor” vai interagindo, sempre com um sentido de humor muitíssimo apurado, com as restantes personagens.

E aqui é que vê o talento destes três atores que entram e saem do palco, uma vez que cada um deles, tem de fazer o papel de pelo menos duas personagens. Extraordinário mesmo a versatilidade deles. Principalmente da Carla Andrino que consegue imitar vozes muito diferentes e consegue fazer com que não se note que a mesma pessoa interpreta diferentes personagens.

Quando terminou a peça, fomos em direção aos bastidores (a parte que mais gosto, na verdade, sou apaixonada por bastidores) onde tive a  oportunidade de estar uns minutos à conversa com estes atores super talentosos, que estranhamente (ou não) pareciam conhecer-me à imenso tempo.  Foram mesmo uns queridos comigo. E que me desculpem os restantes atores na foto, mas adorei mesmo muito conhecer a Carla Andrino e a Patrícia Tavares. Sempre segui o trabalho das duas e sempre as admirei.

A Patrícia Tavares sempre a achei talentosa e muito humilde a desempenhar o seu trabalho…

E, lembram-se quando de vos dizia que a resiliência é a única opção? Pois a Carla Andrino é realmente um bom exemplo e uma inspiração no que diz respeito a isso…não deixou que um diagnostico de cancro da mama a impedisse de continuar a fazer o que mais gosta. Representar. Que tremenda inspiração <3

O melhor de tudo? Disseram-me que podia voltar quando quisessem todos os domingos até a final de maio! Eu vou aparecer! E desafio-vos a aparecer também!

Aqui fica a sugestão.

3 Comments

  • Fiquei a saber por ti que há um Teatro Lindo no Porto que apresenta todos os domingos até ao final de maio uma história ao qual te encantaste e mais ainda com esses belíssimos autores. Quem sabe se aceito o convite que nos desafiaste e verei também .. Deste tipo de publicidade gosto e acho útil. Obrigado amiga Rita 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *